Rinite alérgica: pólem, ácaro e emoções – Drª Marcia Tornavoi

Rinite é um termo médico que descreve a irritação e inflamação crônica ou aguda da mucosa nasal. A rinite pode ser não-alérgica ou alérgica. 

A não-alérgica é geralmente causada por inflamação causada tanto por vírus como por bactérias.
A alergia é causada por alérgenos presentes no ar, como o pólen, poeira, pêlo de animais e o ácaro, principal causador de alergia respiratória nos seres humanos.

Pode ser provocada também devido à reação alérgica a produtos químicos, cigarros, remédios, fumaça e outros agentes ambientais.Alergia, na realidade, não significa deficiência das defesas do organismo. Ao contrário, indica uma defesa exagerada contra agentes que não são potencialmente agressivos ao ser humano. Ou seja, uma pessoa alérgica é hiper-reativa a determinadas substâncias que para uma pessoa normal não despertam nenhuma resposta. 

Os sintomas da rinite alérgica são:

Obstrução nasal (entupimento), coriza, espirros (por vezes mais de 20 seguidos) e coceira no nariz. Esta coceira pode ser na garganta ou nos olhos.

Observa-se que os indivíduos que estão deprimidos, estressados ou emocionalmente instáveis por motivos variados, tendem a manifestar um desconforto maior durante as suas crises alergias, que se mostram mais intensas, duradouras e frequentes.

O paciente alérgico não nasce hiper-reativo (com alergia), mas sim com a capacidade de sensibilizar-se a determinado fator. Tornar-se sensível significa passar a ter uma resposta de defesa a uma substância que antes era tolerada. Isto significa que podemos conviver com determinada substância por muitos anos, e vir a desenvolver sintomas apenas tardiamente.Mesmo que nenhum dos pais apresente alergia, a criança ainda assim pode ter manifestações alérgicas, como rinite, conjuntivite, asma e alguns tipos de alergia de pele. A forma mais comum, porém, é a rinite. Cerca de 10 a 25% das pessoas sofrem de rinite alérgica. Na Primavera aumenta a incidência das crises.

homoeopathie-0


O tratamento das alergias, em especial das rinites com a terapêutica FAO, a homeopatia e as plantas medicinais tem um índice incrível de bons resultados. A alimentação adequada e a reposição de nutrientes ajudam a modula o sistema imunológico. Os tratamentos associados trabalham centrando o emocional, minimizando as características hiper reativas o que muda a expressão genética e gera saúde. Drª

Fonte: pt.wikipedia.org; http://drauziovarella.com.br/

Deixe seu comentário

Dra Márcia Tornavoi 
Nutróloga e Homeopata

Graduada pela Faculdade de Medicina Estadual de São Jose do Rio Preto S.P. (FAMERP).

Membro da ABRAN (Associação brasileira de Nutrologia).

Titulo de especialista pela AMB/ABRAN. RQE 40397

Membro do Instituto de Homeopatia BioFAO

Postagens Recentes

Siga nosso Facebook
Nosso Youtube

Receba novidades em seu email